“Quando se constrói uma instalação de processamento de vidro do zero, você pode saber que pode ficar tranquilo quanto à escolha do equipamento. Queríamos ter uma tecnologia que nos permitisse processar vidro Low-E de alta especificação, ter uma operação confiável e suporte de engenharia local, caso necessário”, diz David Whitburn, diretor e acionista da Glass Team em Auckland, Nova Zelândia. “Até agora, achamos que nosso investimento no Glaston RC200 valeu totalmente a pena, como o nosso investimento nesta linha de têmpera em particular nos ajuda a dominar esses três fatores muito bem.”

A Glass Team Ltd foi fundada em junho de 2014, em maio de 2015, a empresa começou a operar sendo um provedor completo de vidros para janelas e portas, bem como instalações de vidro sem estrutura, incluindo duchas e balaustradas de vidro. “Nosso principal objetivo é satisfazer as demandas de nossos clientes”, afirma David com orgulho. “Minha função, desde que entrei, tem sido reunir a empresa para Team Glass. Tem sido um desafio tão grande quanto gratificante orientar o sucesso da nossa jovem startup.”

Linha de têmpera RC200 na GlassTeam, Nova Zelândia

Leia mais sobre o projeto